Notícias

01 de outubro de 2018

Produtor da Coocam é campeão nacional em concurso de soja

Cerca de cinco mil produtores do Sul do Brasil participaram do Concurso da Syngenta e Marcelo Spautz, de Lebon Régis, conquistou o 1º lugar no PIN Soja 2018.

O produtor Marcelo Spautz, 37 anos é pai de família e morador de Lebon Régis – Meio Oeste de Santa Catarina, cidade que tem sua economia baseada na pecuária e agricultura. Desde criança se identificou com o meio rural, acompanhava seu pai na lida do campo, por isso, sempre esteve envolvido no mundo agro. Naquela época a família tirava o sustento trabalhando na pecuária. Aos 18 anos de idade, Marcelo iniciou sua trajetória profissional e começou a se dedicar no setor agrícola em uma pequena área, de apenas 15 hectares.  Com foco e determinação, o produtor foi crescendo e acompanhando a evolução do setor e, embora não tenha finalizado o curso superior – administração de agronegócios, sempre buscou conhecimento para crescer e inovar.

De lá para cá, os números vem aumentando, tanto na área plantada como na produtividade das lavouras. Junto com dois sócios, André e Alessandro Barpp, hoje Marcelo planta quase 800 hectares de grãos. Toda essa dedicação já lhe renderam bons frutos. O primeiro reconhecimento aconteceu em 2013, quando foi vencedor de um concurso estadual, por ter atingido a marca de 76.3 sacas de soja por hectare. O último foi na semana passada, quando foi destaque no Brasil, no concurso Produtividade Integrada (PIN Soja). Cerca de cinco mil produtores do Sul do Brasil participaram do Concurso da Syngenta. O sojicultor da filial da Coocam de Lebon Régis, somou produtividade de 101 sacas/ha, com área plantada de 18 hectares da oferta, conquistando o 1º lugar no PIN Soja 2018. O 2º colocado foi para um produtor do Paraná e o 3º lugar é do Rio Grande do Sul. Outras regiões produtoras do país também estavam na disputa.

Cerca de 30 produtores da Coocam participaram do Concurso nas categorias PIN Soja e no protocolo GranoTop, neste último Marcelo também foi destaque a nível de cooperativa. No GranoTop, ele plantou 30 hectares e colheu 206 sacas/ha de milho Supremo Vip3. Os técnicos da Coocam realizaram todo o acompanhamento e monitoramento, desde o plantio até a colheita, posicionando os produtores nos melhores momentos e extraindo o máximo de cada ferramenta, assim, repassando orientações essenciais aos participantes. Desta forma, os profissionais também são reconhecidos pela empresa organizadora do Concurso. O engenheiro agrônomo e gerente da filial da Coocam de Lebon Régis, João Batista dos Passos, acompanhou todo o desenvolvimento das áreas de soja e milho do produtor Marcelo Spautz.  Ambos ganharam uma viagem com acompanhante para o Rio Grande do Norte, pelo destaque da cooperativa e lá foi divulgado os nomes vencedores à nível de Brasil.

Com a ajuda de profissionais competentes, seja na propriedade com seus sócios e colaboradores, ou na cooperativa através de técnicos qualificados, Marcelo se orgulha por levar o nome da região em destaque nacional. “Foi uma grande satisfação ter ganho esse prêmio, poder levar o nome de nossa região, que tem uma capacidade de produzir cada vez melhor e com qualidade, é surpreendente e gratificante esse resultado. Isso só foi conquistado devido a nossa grande parceria com a Coocam e a Syngenta. A Coocam pela parte de sementes e assistência técnica e a Syngenta pelo portfólio de produtos defensivos em geral. Quero agradecer também a minha equipe de trabalho que, com amor e dedicação, juntos conseguimos conquistar essa meta”, disse o produtor.

A gerente regional da Syngenta, Edina Marcon, também se orgulha por constatar que sua regional é referência no Brasil. “Os grandes ganhadores, tanto da produção de soja quanto de milho e também de milho silagem, estão dentro de minha regional, todos em Santa Catarina. É um orgulho ver os níveis de produtividades que estão sendo atingidos pelos nossos agricultores, que fazem as práticas de manejo corretamente”, compartilha Edina.

O presidente da Coocam, João Carlos Di Domenico, reforça o quanto é gratificante ver os associados da cooperativas quebrando recorde de produtividade, onde competem com outras regiões fortes do país, especialmente quando se fala em produtividade de soja e milho. “Para produzir mais de 100 sacas por hectare tem que ter tecnologia e conhecimento, mas também excelência, capricho e muita vontade. Parabéns ao Marcelo pela conquista e dedicação. Obrigado ao nosso colaborador João Batista pelo excelência nos trabalhos prestados”, enalteceu João Carlos Di Domenico.

 Somatória de esforços

A parceria entre a Coocam e a Syngenta se fortalece a cada ano, com resultados cada vez mais surpreendentes. Ambas atuam com objetivos semelhantes quando se fala em desenvolvimento do agronegócio brasileiro e iniciativas para colaborar com o crescimento dos produtores rurais. O grande propósito em comum quando nas lavouras é o melhor aproveitamento da área plantada, agregando valores. No caso do concurso PIN Soja, o resultado se deu pela somatório de esforços e ganhos.

Na opinião de Edina Marcon, pequenos detalhes podem fazer a diferença. Segundo ela, os programas da Syngenta tem como intuito, fazer com que o agricultor olhe com carinho e tenha um cuidado diferenciado com suas áreas, com essa atenção redobrada, ele consegue efeitos surpreendentes. “A utilização de um portfólio robusto com um manejo adequado pode trazer incrementos e aumento de produtividade surpreendentes na rentabilidade da propriedade”, disse a gerente regional da Syngenta.

Segundo o engenheiro agrônomo da Coocam, o resultado positivo no concurso se deu graças à parceria com o produtor que confiou no trabalho dos profissionais e nas sementes da Coocam – isso aliando ao portfólio da Syngenta, além da troca de ideias e experiências entre todos os envolvidos. “A Coocam possui um departamento técnico muito bom e isso tem dado bons resultados. É um orgulho para nós essa premiação”, ressalta João Batista dos Passos, reforçando a qualidade das sementes Coocam. “Nossa semente é reconhecida a nível nacional, está entre as melhores da região”.

A produtividade média do sojicultor da Coocam vencedor do PIN – 101 sacas de soja por hectare – ficou muito acima da média brasileira, que segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é de 56 sacas/ha.

Sementes Coocam

Produzir sementes de qualidade, com alta germinação e vigor, é prioridade na Coocam. Neste ano, a cooperativa investiu mais de R$ 1,5 milhão em equipamentos e adequações, triplicando a capacidade de produção e aumentando ainda mais a qualidade da semente. As melhorias e equipamentos novos estão distribuídos na UBS e TSI da cooperativa. As Sementes Coocam tem ainda uma identificação que reconhece a qualidade fisiológica superior das sementes produzidas no estado catarinense – Sementes de Santa Catarina Qualidade Superior – Selo Vigor+”. Além de todo os critérios e normas adotadas, as sementes Coocam são rastreadas, assim, o produtor pode conferir todos os caminhos da semente, desde testes em laboratório, tratamentos realizados e na multiplicação no campo sementeiro.

PIN Syngenta

O programa PIN Soja – abrange três importantes compromissos assumidos pela Syngenta em seu Plano de Agricultura Sustentável. Isso porque a aplicação das Soluções Integradas da empresa tem como objetivo viabilizar o alcance de mais produtividade usando menos recursos e insumos, fomentar a preservação ambiental e assegurar que os produtores envolvidos recebam orientações sobre a correta aplicação de tecnologias.