Notícias

04 de February de 2020

Filial de Barracão abre o calendário dos Dias de Campo Coocam 2020

Embora com alteração no formato, todas as filiais da cooperativa continuaram realizando os eventos técnicos aos produtores das regiões de abrangência.

Com algumas alterações no formato dos Dias de Campo da Cooperativa Agropecuária Camponovense (Coocam) – edição 2020 – o evento continua com o mesmo foco. Apresentar aos produtores, as novidades em grãos, técnicas de manejo e todas as tecnologias disponíveis para o melhor posicionamento das variedades, conforme adaptação de cada região.

Neste ano a cooperativa vai realizar duas Tardes de Campo. Nos municípios das filiais de Curitibanos (dia 11 de março) e Lebon Régis (dia 20 de março), a partir das 14h. Já nas filiais de Barracão (dia 15 de fevereiro) e Ribeirão Cascalheira (dia 22 de fevereiro), o Dia de Campo continua no mesmo formato, com início as 9h.

O coordenador dos Dias de Campo, Helan Paganini, reforça como será o novo formato dos eventos técnicos, onde “a partir de agora será escolhido um dos municípios para sediar o Dia de Campo. Com exceção da filial do Mato Grosso que continuará realizando o mesmo modelo, nas demais filiais serão feitas as Tardes de Campo”. As visitações acontecem em grupos facilitando o desenvolvimento e diálogo com os profissionais.

Um dos objetivos da realização dos eventos técnicos da Coocam, em locais distintos – ou seja, em todas as filiais da cooperativa – é abordar e comparar como as novas variedades se adaptam, conforme o solo e condições climáticas de cada região. “O objetivo é um Dia de Campo bem técnico, deixando um pouco de lado a parte comercial e trazendo a parte técnica diretamente nos grupos, onde os produtores conseguem visualizar em loco como são aplicados os produtos nas lavouras comerciais”.

Nestes eventos a Coocam não visa quantidade de público, comercialização ou lucratividade, mas sim, proporcionar ao público alvo, conhecimentos e troca de experiências. Sendo assim, o Dia de Campo é a união de conhecimento e tecnologia, resultando em produtividade das lavouras e troca de experiências entre os produtores, empresas e a cooperativa.

Como todos os anos surgem novas doenças, parasitas e fungos, o manejo das plantas precisam de melhoramento safra após safra. Outro grande desafio dos produtores está relacionado ao aumento da produção no mesmo espaço. “Estamos de portas abertas para o produtor conhecer tudo o que temos de novo no campo”, finaliza o coordenador dos Dias de Campo Coocam.